sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Montaña Palentina: Peña Espigüete




De volta á investida nas fabulosas Montañas Palentinas, no maciço das Fuentes Carrionas. O propósito mantinha-se: Três dias... Três Cumes!
Pico Curavacas, Peña Espigüete e Peña Prieta! O "trio" maravilha, os três principais cumes daquele maciço montanhoso, em plena Cordilheira Cantábrica.

Segundo dia: Ascensão ao Peña Espigüete (2.451m).

Depois de no dia anterior ter-mos subido ao Curavacas, era chegada a hora de enfrentar-mos "El Espigüete", rei e senhor destas paragens.
Este era o grande desafio! O momento mais esperado e desejado!
Uma ascensão absolutamente incrível com subida pela aresta Este e descida pelo canal Norte, com vistas soberbas e passagens de cortar a respiração, onde a concentração é instintivamente levada ao máximo perante tamanha verticalidade!
A subida ao cume do Espigüete é totalmente desaconselhável a quem tiver problemas com vertigens.
Durante esta actividade recordei muitas vezes as palavras de José, um simpático montanheiro cantábrico com o qual nos tínhamos cruzado no cume do Curavacas no dia anterior. Dizia então o José:
- El Espigüete é verdadeiramente "montanheiro"! Muito mais desafiante e difícil do que a grande maioria dos 3.000's que podes encontrar!
Estava tão certo o José, e apenas veio reforçar aquilo que eu já sabia que iríamos encontrar.
Uma jornada inesquecível, por todos e mais alguns motivos... Grande abraço aos camaradas de "luta", o Jorge e o Alexandre!
Isto sim, é uma montanha! Até que algo de mais grandioso surja esta é, por enquanto, a montanha da minha vida!
Amigos e amigas... El Espigüete!!!

As vistas sobre o Arroyo do Mazobre abrem-se.


Sobe de forma impiedosa desde o início.


Caprichos da Mãe Natureza!

Um passo mal calculado e só parámos no Refugio de Mazobre... 800m. verticais abaixo de nossos pés!



As vistas para a barragem de Camporredondo.

Apreciando o "monstro"!

Sim, é para se fazer!

Incrível...

... e impressionante!

Uma olhadela atrás. Ao fundo , no canto superior esquerdo, a "parede" do dia anterior... Curavacas!

A imponência da aresta que percorre o maciço de Este a Oeste, e que foi o nosso caminho para chegar ao cume.

Desde a Cima Este (2.443m.) já se vislumbra El Espigüete, mas...

É necessário perder altitude para a voltar a subir!

A subida final! Nas minhas costas a Cima Este.


O objectivo é já ali!

Foto de cume! Pelos sorrisos até parece que foi fácil! :)

É a hora de baixar...

E enfrentar a complicada descida...

... pelo canal Norte!


Até as fotos impressionam!

Foi mesmo por aí que descemos???


Brutalidade!


Postal!

Para mais tarde...

... mostrar aos netos!

No final tivemos direito a refresco...

... na Cascata de Mazobre!

El Espigüete, cara norte!

Refugio de Mazobre.

Uma janela para o Mundo e para a Vida!
Saudações montanheiras! ;)

 

2 comentários:

  1. Registos fantásticos que me deixaram cheia de saudades, embora eu tenha feito o Espiguete e Curavacas com neve... Mas fiquei com vontade de voltar assim com céu azul e rocha para pisar.
    Obrigada pela partilha.
    Saudações montanheiras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dorita;
      Uma maravilha este Espigüete. Desde a primeira vez que avistei aquele "gigante branco", numa viagem de regresso dos Picos, ficou decidido que teria de o subir.
      Foi uma jornada incrível, e no dia seguinte outro gigante nos esperava: O Peña Prieta!
      Obrigado pela visita!

      Saudações.

      Eliminar